A Música Católica e seu Valor

Hoje podemos dizer que contamos com um corpo muito bem formado que chamamos de Música Católica.
O gênero tem crescido cada vez mais e com isso tem aberto um grande leque de opções que atingem um público cada vez maior.
Não temos mais somente o Canto Gregoriano e as músicas tão tradicionais, que tem, também, grande valor. A nossa música já pode ser considerada um pequeno Universo, no qual existe espaço para diferentes estilos, ritmos e abordagens.
Contamos com gravadoras Católicas em constante crescimento, e até grandes gravadoras famosas nacionalmente, que estão se interessando e investindo nas bandas e cantores Católicos. Mas em que a música Católica pode nos servir?
Bem, essa questão pode ter várias respostas, considerando o objetivo de quem ouve e o objetivo de cada banda ou cantor Católico. Primeiramente a música Católica nos serve como parte integrante da Liturgia, e sabemos que uma Liturgia bem preparada, inevitavelmente passa por um repertório musical bem pensado e executado. A música pode servir, também, como reflexão, como celebração, como uma busca maior e pessoal por Deus, como instrumento de Evangelização e muito mais!



Não podemos negar a grande influência de Padres como: Pe. Zezinho, Pe. Marcelo Rossi, Pe. Fábio de Melo nessa grande expansão do cenário musical de nossa Igreja. Mas já nesses três nomes podemos apontar grandes diferenças quanto ao estilo musical. Respectivamente, o primeiro apresenta uma conotação mais tradicional. O segundo de maneira mais ‘carismática’ faz da música um convite à oração. O terceiro, de maneira mais moderna traz músicas que buscam um lado mais profundo e poético dos mistérios de Deus.
Se falarmos de estilo musical então, nossa lista será enorme! Temos hoje uma infinidade de ritmos que compõem nossa música, há lugar para a diversidade, e cada um pode escolher o estilo que mais lhe agrada. Temos pop, rock, axé, forró, heavy metal e muito mais…
Temos como ícones da nossa música, aqueles que tiveram sua origem na Canção Nova, que realmente trouxe a esse cenário uma contribuição imensurável! Mas existem também comunidades, bandas e cantores que estão conquistando seu espaço e enriquecendo ainda mais nossa música.
Podemos citar aqui “Jake, a guerreira do amor” que trouxe o estilo Axé para a música Católica, e por ser original chamou tanta atenção, que até já fez uma parceria com Ivete Sangalo.
Outro grupo que se destaca muito atualmente é o “Rosa de Saron”, que encanta os mais jovens por seu estilo pop/rock melódico, características agradáveis aos adolescentes. A banda com seu vocalista e músicos com estilo ‘descolado’, gravação de DVD estilo MTV, não fica atrás de nenhuma dessas bandas da moda em matéria de qualidade… e ainda podemos acrescentar o diferencial que é o conteúdo cristão.
A Comunidade Católica Shalom também tem investido muito em música. São dezenas de Cds já lançados pela marca! Cds da Comunidade e também de cantores solo. Pode-se notar nos trabalhos da Comunidade, uma grande preocupação com o desenvolvimento da Música Litúrgica e da música que leva à intimidade com Deus.
Muitos outros poderiam ser citados aqui, pois como já frisado, nossa música cresce cada dia mais! O importante é que nós Cristãos Católicos saibamos valorizar essas vertentes que têm se aberto e enxerguemos nisso tudo uma oportunidade a mais de Evangelizar.
A música arrasta! E a música bem trabalhada pode ser um instrumento para você jovem, chamar a atenção daquele seu amigo da escola ou do cursinho para a nossa Igreja.
Que estejamos atentos e livres de preconceitos para utilizar, da melhor forma possível, essa infinidade de desdobramentos que a música tem alcançado. Que você saiba usar desse recurso para que Deus seja cada vez mais Glorificado!
Segue algumas dicas de sites para mais informações sobre a Música Católica e em breve traremos mais informações sobre bandas, shows, e novidades musicais!