Liberte-se de você mesmo



 O medo de se libertar do passado...Prisioneiros das próprias escolhas !
O mergulho na alma continua profundo e portanto, vem me dando oportunidades de debater as questões levantadas sobre liderança, empreendedorismo e autorealização pessoal e profissional, e porque não espiritual  aqui no blog.
“A mente é como um espelho: junta o pó enquanto reflete” do livro A Voz do Silêncio
O que é certo tão fortemente num tempo, em pouco tempo tudo já está ao contrário e  com aquilo nos tornamos prisioneiros de nossas escolhas.


Você tenta uma coisa nova, mas tão logo começa a fazer alguma coisa a respeito e as lembranças dos erros que cometeu no passado começam a lhe amedrontar e a comparação entre as tentativas e as falhas não lhe deixam progredir. Infelizmente isto acontece a todos nós, pois acreditamos que nós hoje somos um resumo de todas as nossas ações do passado e desconsideramos o ganho de inteligência e experiência que acumulamos vivenciando aquela parte das nossas vidas.
É de fato algo confuso aprender a lidar com o seu passado como se estivesse vendo a vida de uma outra pessoa somente. Seria como dizer: “Ah! Ok. O Fulano fez isso, isso e aquilo e pelo o que eu posso analisar estas não foram as melhores formas de se agir por causa disso e disso. Assim, já que vejo que aquele modo de agir não era o ideal, vou tentar agir desta outra maneira e ver o que acontece.” E no final dessa sentença está mais um ponto que devemos considerar. O que acontecer ou deixar de acontecer irá acontecer também ao Fulano e não a nós, pois a cada passo, nós podemo olhar para o passo um pouco mais atrás e lhe chamar de Fulano, observando apenas o resultado das suas ações.
O importante é estarmos atentos a nossa vida como se estivéssemos assistindo a um filme com um personagem qualquer. Com esta visão acumularemos experiência que nos dará uma melhor base para tomarmos decisões no futuro, sendo importante assumir que aqueles erros cometidos no passado, só aconteceram porque nós não tínhamos a experiência e a inteligência para decidir melhor o que fazer, ou seja, foi o Fulano um pouco menos inteligente do que é agora que cometeu aqueles erros.
Até hoje não consegui me separar totalmente das minhas ações e dos seus resultados, porém a prática deste exercício e a reflexão diária sobre minha própria vida, me levam a um distanciamento que, apesar de ainda pequeno, me transforma diariamente a ser menos tolo que no dia anterior. Viver uma vida sem atenção, é como dormir em uma canoa indo em direção a uma queda d’água. Você fica à mercê da correnteza sem notar para onde ela está te levando.
O resultado das coisas que você fez no passado e o resultado das coisas que você faz no presente não importa e não devem ser levados em conta. O que é importante é estar atento a cada ação, a cada oportunidade, libertando-se do que cada ação irá resultar. Para uma sociedade domesticada pelo foco nos resultados de Aprovação,testes, provas e concursos, pode ser difícil imaginar algo assim, mas não existem algumas ações que realizamos que nos fazem feliz e plenos só de executá-las.
  • Rezar , porque não para descobrir suas respostas.
  • Brincar com os amigos,filhos.
  • Jogar com os amigos
  • Assistir a um bom filme
  • Pintar um quadro
  • Cozinhar
  • Desenhar
  • Escrever
Que tal libertar-se de você mesmo, daquilo que você pensa que você é (resultado das suas ações) e transformar-se em alguém que é apenas as próprias ações? Imagine viver plenamente só fazendo aquilo que nos realiza com total atenção na ação.
O sofrimento só existe porque estamos presos a nós mesmos
É obvio também que o futuro a Deus pertence, sempre há uma chance de recomeçar e mudar a página da sua vida, reeditar, reescrever.Talvez com os mesmos personagens ou não, mas com a história diferente.E o mais Belo que é nos oferecido, é a oportunidade de encontrar o nosso lugar,ou como a musica do Rosa de Saron Monte Inverno diz :"...Eu mudei, nem sinto, nem vejo as coisas como via antes Meus amigos cresceram, mudaram, ficaram distantes Eu quero ver o sol atrás do monte Eu quero ver o brilho que ele traz".

Depois da Tempestade vem o Sol,que aquece,que evapora tudo.
Depois dos problemas vem Cristo, que aquece, que alivia tudo.

Libertar de nós mesmo é saber reencontrar o caminho, a Verdade e a Vida (Jesus), e talvez esquecer todo o passado e saber que a maturidade nos leva  em frente.Uma das Grandes Verdades, o Mundo dá Voltas ...

                      


Adaptado por Andre Ribeiro


Fonte :  http://www.insistimento.com.br/