O que tem dentro do seu coração?

Você tem quanto anos? 20? 30? 40?  Já parou pra sentir quantas recordações consegue guardar no coração?
 Confira esse Artigo e Deixe seu Comentário  !!!

A Pastoral da Crisma já tem 08 ANOS de Recordações !!!


E nossa Vivência de vida e fé ?
Lembro de quando caí a primeira vez de bicicleta. Lembro de quando dei meu primeiro beijo. Lembro de quando consegui meu primeiro emprego, de quando pisei em outra cidade e de quando escalei a primeira montanha. São tantas coisas que guardo no meu coração. São essas primeiras impressões, primeiras paixões, primeiras experiências, que me impulsionam a seguir adiante, conhecer novos lugares, novas pessoas, novas histórias e, é claro, novos corações. O que levamos dentro do nosso coração é o que faz pulsar o sangue do nosso corpo. O meu coração é apaixonado pela vida. Como é o seu?
LIBERTE-SE!
Pule, cante, grite! Entre em euforia! Exploda a sua alma de ser humano e liberte-se das raízes que prendem seu coração às certezas da vida. Você está vivo. Vivo! Vivo e pulsando mais e mais. Não se importe de olhar para trás e ver também as coisas que você fez de errado. Você é um ser humano! Pense nas paixões. Nas experiências que viveu. No nervosismo diante de uma prova boba. Da primeira vez que andou de skate e caiu ... Sinta as emoções desses momentos e veja que você continuou vivo após todos eles. Liberte-se de quem é e corra atrás daquilo que nem você ou eu sabemos o que é. Liberte-se. Corra. Infle o seu coração de emoções fortes, boas e gostosas. Se entregue à vida e a Deus.
ENCARE-SE!
Olhe-se nos olhos. Não veja a vida. Veja os seus olhos. Eles são seus. Você já tem as ferramentas certas para viver. Não importa se é cego, surdo, mudo ou se lhe falta algum membro. Para viver, basta estar vivo. Mas se estiver vivo, não se comporte como morto. Viva mais, abrace mais, cumprimente mais e sorria mais! Pise com certeza quando caminhar pela rua. Coloque os ombros para trás. A cabeça para cima. Sorria. Cumprimente os outros na rua. Cumprimente seus colegas no trabalho. Cumprimente seus funcionários,amigos e Inimigos. 
Não se preocupe em vender mais. Atenda melhor. Faça todos sorrirem à sua volta. Convide seu amigo ,um familiar, cliente para um café. Dê-lhe um livro bacana que leu. Encare-se. Venda-se para você. Você é super como todo ser humano é. Você se mantém vivo dia após dia, prova atrás de prova.
EMPOLGUE-SE!
Coloque a sua cara na internet, na rua, na frente do balcão. Sorria. Diga que talvez não saiba aquilo que querem que você saiba, mas que depois de aprender você pode até ser capaz de criar uma música com isso. Brinque com a vida. Para quê se estressar? Dinheiro? Ele é só papel. Empolgue-se com a vida, com as pessoas, com as suas relações, com seus pais e amigos. Esqueça o dinheiro. Ele é só uma ferramenta. Empolgue-se por estar vivo. Empolgue-se por ter uma ideia nova por segundo. Por ter mãos. Por ter uma casa. Por ter computador. Por pertencer à elite da humanidade. Sabia que nós correspondemos a apenas 6% de toda a população da Terra? Enquanto estou de barriga cheia, tem gente que passa fome. Tem gente que não dorme na própria cama. Tem gente que cometeu grandes erros e está preso. Tem gente que nem tem alguém para conversar. Eu sou um felizardo e você também! Vamos nos empolgar por isso e guardar isso no coração.
“Coração não é tão simples quanto pensa. Nele cabe o que não cabe na dispensa. Cabe o meu amor. Cabem três vidas inteiras. Cabe uma penteadeira. Cabem nós dois. Cabe até o meu amor!” ~ A Banda Mais Bonita da Cidade
…morri…
Para Cristo ...Abri os olhos. Levanto da cama. Olho para o lado e não vejo ninguém. O céu já está claro lá fora. Levanto-me e sento na cama. Vejo os sapatos preparados para serem colocados. Na cadeira à minha frente no meu lado esquerdo vejo uma calça, um cinto e uma camisa pendurada no cabide. Sinto que é hora de ir. Paro um pouco e acompanho o silêncio. Enxergo as imagens do quarto à minha volta e não penso nada. Meu coração não bate.Os sapatos continuam no chão. A cama continua sem ninguém além de mim sentado. Quieto.
Não sei o que devo fazer. Perdi meu coração. Não o tenho mais. Tento lembrar as coisas que fiz, senti, li e nada. Tudo vazio. Extremamente vazio. Não tenho por quem viver. Não me lembro de quem deveria amar. Não percebo o que tenho que fazer. Desse jeito começo encarar que talvez não tinha que fazer nada. Olho lá fora e nada. Nenhuma pessoa. Nenhuma árvore. Ninguém na estrada. Não existem outras casas. Não existem sons. Não existe nada.
Me pergunto. As coisas estão aqui na minha frente. 
Nesta hora fecho os olhos. Tudo fica negro. Paro. Deixo meus questionamentos pararem e dentro de pouco tempo, como uma mágica, sinto um pequeno espasmo do lado esquerdo do peito. Me assusto. Outro espasmo e sinto algo pulsar por dentro do meu corpo. Me assusto novamente, mas não resisto a ideia de me deixar levar. Mais uma vez. Outra vez. E outra vez em seguida. Agora ele já bate acelerado. Não consigo controlá-lo. Minhas emoções vêm à tona. Começo a ver imagens na minha mente, uma grande confusão mental. Sensações, experiências, pessoas, sons, cores, tudo desconexo.
Sinto um perfume de café chegando pelo nariz. Meus pés esfriam e depois ficam quentes. Minha coluna dói um pouco. Minha mão treme. Meus olhos incham de lágrimas e eu choro. E principalmente sinto dentro do meu coração aquilo pelo o qual devo me levantar e viver.
É sangue quente que corre dentro das minhas veias. Eu estou vivo! 
Levanto num pulo só. Agradeço a tudo o que tenho porque até ali estava morto. Não enxergava o que tinha dentro do meu coração. Não enxergava que era esse sangue quente de Cristo que me fazia levantar todos os dias e ver todo esse mundão de oportunidades.
Enfim, percebi que o que nos motiva a viver é o que está dentro do nosso coração: cuide bem dele.
Perceba isso e viva!


Adaptado Andre Ribeiro
Fonte : insistimento.com.br