Jovens são o principal alvo da indústria de tabaco, afirma Inca


As leis têm o objetivo de inibir o acesso das crianças e adolescentes ao cigarro, mas a maioria dos menores entrevistados em levantamento afirmou nunca ter sido impedida de comprar


Para marcar o Dia Nacional de Combate ao Fumo, no último dia 29, o Instituto Nacional de Câncer José Alencar Gomes da Silva (Inca), lançou a publicação "A situação do tabagismo no Brasil", que revela dados importantes sobre o problema, principalmente entre adolescentes.
Segundo dados contidos na publicação, apesar de a Lei Federal n.º 8.069/1990 proibir a venda de cigarro e similares para menores de idade, o percentual de meninas, entre 13 e 15 anos, que já comprou cigarro chega a 52,6. Entre os meninos, o índice chega a 48,1% em algumas capitais do país.
Segundo comunicado do Inca, "a preocupação com os jovens é especial, em razão de eles serem o principal alvo da indústria do tabaco, interessada em atrair novos consumidores".
As leis têm o objetivo de inibir o acesso das crianças e adolescentes ao cigarro, mas a maioria dos menores entrevistados afirmou nunca ter sido impedida de comprar. Em Maceió, esse percentual chegou a 96,7%. Em Fortaleza, a 89,9% e em Salvador a 88,9%. 

Fonte :http://www.administradores.com.br/