Curando relacionamentos inacabados

Gostaria de dedicar esta postagem às pessoas que necessitam curar relacionamentos, sejam eles de namoro, familiares, amizades ou tudo mais que fizer sentido para vocês.

Acreditem, não em minhas palavras, mas no poder que você tem sobre o seu ser! A mudança acontece quando você se permite mudar! E se agora fosse a hora de dar um passo em direção à cura? Como seria?
Bem, que tal iniciar a cura de um relacionamento passado que ainda hoje te machuca?

Uma conversa com uma pessoa muito especial acabou por se transformar em uma maravilhosa sessão de coaching, tão simples e informal, que terminou em nossa tradicional tarefa. Ou melhor, em uma disposição a ter atitudes diferentes para ter resultados muito melhores. E gostaria de compartilhar com vocês.

Se você tem alguém que um dia esteve presente em sua vida e, pelo acaso, problemas ou qualquer outra coisa, separaram-se e até hoje se prende a esta pessoa, pelas lembranças e pela culpa, permita-se interiorizar-se nestes próximos minutos e abra-se à cura.
“Joãozinho, eu honro e respeito sua história. Eu me permito ficar com tudo aquilo de bom pelo qual passamos. Por todas as nossas alegrias, até mesmo as brigas que talvez tivemos, mas também as reconciliações. Acredito que foi uma das melhores coisas da minha vida ter conhecido você. E levo comigo tudo isto, para sempre, na memória, no coração…. (continua)
… Mas sabe Joãozinho, eu tenho a minha vida, tenho a minha história, e também honro e respeito. Sei que talvez tivemos alguns fatos que nos afastaram, e também não me importa mais a culpa. Aliás, não existe culpa, existe apenas decisões. E, hoje, decido abrir mão de todo o pensamento negativo que ainda trago comigo… (continua)
… abro mão de acreditar que você não me perdoou até hoje. Este sentimento é seu, e te entrego de volta. Abro mão de pensar que você não quer a minha amizade, pois eu estou curada disto e estou disposta a falar contigo, quando quiser. Abro mão de acreditar que você tem rancor de mim, pois isto não me faz crescer. Este sentimento também é seu… (continua)
… A partir de hoje, me permito ser uma nova pessoa, livre de toda a culpa de ter feito algo para você um dia. Honro e respeito minhas decisões, por mais que hoje não pareçam acertadas. Tenho comigo a certeza de que, naquele tempo, fui a melhor pessoa que eu poderia ser. Levo para a minha vida todo o aprendizado e cresço com isso. Permito-me evoluir… (continua)
… E também te liberto de tudo que ainda nos prende, permito que sua vida siga em frente. Sei que você tem uma intenção positiva em fazer isto que está fazendo, nas decisões que tomou. Talvez, seu sofrimento seja muito maior que o meu, ou talvez não. Perdão se te fiz algo, ou se deixei de fazer algo para você… (continua)
… Continuemos amigos, se não pela sensação, conversas e proximidade, por nosso coração. Eu creio que escrevemos uma linda história, e a levarei para sempre comigo! (FIM)
Agora, para fazer isso, pegue um objeto que tenha, que lembre ele, ou uma foto, algo que te traga a lembrança desta pessoa. Ou pode também trazer esta pessoa em sua memória, por um momento.
Leia, tudo isso, palavra por palavra, em voz alta.
Acredite que está dizendo tudo isso a ele, mas diga na sinceridade de seu coração.
E permita-se sentir tudo aquilo que desejar sentir, mas somente o suficiente. Raiva, alegria, esperança, medo, tristeza, força. O que fizer sentido para você.
Ao final de tudo, tenha a certeza que você é o melhor que pode ser, a cura já aconteceu e as feridas começaram a cicatrizar.

Escrito por